II FESTIVAL MÚSICA CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA EDINO KRIEGER

Eventos 03/09/2018

De 26 a 30 de setembro, Santa Catarina receberá pela segunda vez o Festival de Música Contemporânea Brasileira Edino Krieger. Serão cinco dias com atividades gratuitas e abertas ao público.

 

II Festival Música Contemporânea Brasileira (MCB) Edino Krieger celebra 90 anos do compositor catarinense.

 

    

     

 

Neste ano, além de trazer para o Sul do Brasil uma mostra significativa da produção musical da atualidade e criar espaço para a divulgação de novos compositores, nós celebramos os 90 anos de Edino Krieger e homenageamos também Edmundo Villani-Côrtes.

Serão cinco dias de atividades gratuitas e abertas ao público.

Celebremos!

 

A MÚSICA EM TUDO

Se prestarmos atenção a nossa volta com ouvidos atentos, perceberemos a música em tudo: no mar, no vento, nas máquinas, no silêncio. Por isso, a segunda edição do Festival de Música Contemporânea Brasileira Edino Krieger é tão especial.

Você pode perceber tal sensibilidade na música de Edino e também na identidade visual do festival que leva o seu nome. Para representar essa harmonia, conectamos ícones da fauna catarinense a instrumentos musicais.

Estes híbridos foram criados para representar a musicalidade que se encontra naqueles lugares improváveis como no fundo de uma lagoa, no pousar de uma coruja buraqueira ou no puxar da rede na pesca da tainha. Tudo isso para convidar o público a perceber a música em tudo.

 

VISÃO GERAL DA PROGRAMAÇÃO

  • Abertura com Edino Krieger
  • Intervenção musical no Hospital Infantil Joana de Gusmão
  • Mesa-redonda: A Música Contemporânea no Ensino Musical  
  • Recital comentado: Prelúdios e Interlúdios de Edmundo Villani-Côrtes
  • Concerto com Camerata Florianópolis & Convidados
  • Concerto Concurso de Composições
  • Show de encerramento: Encontro de Gerações & Polyphonia Khoros

 

EDINO KRIEGER 90 ANOS - UMA HISTÓRIA DE AMOR À MÚSICA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Nascido há 90 anos na cidade de Brusque (SC), Edino Krieger é um dos compositores mais importantes no desenvolvimento da música brasileira nos séculos 20 e 21. A relevância de sua vida e obra para o estado e todo o país é incontestável. Contudo, seu nome e sua obra ainda são pouco conhecidos pelos catarinenses. Dessa forma, homenageá-lo ainda em vida, assim como dar oportunidade ao público de conhecer um pouco do trabalho, tornou-se um dos propósitos da realização do Festival.

                                                                                       

 

Seu catálogo inclui cerca de 150 obras para orquestra sinfônica e de câmara, oratório, música de câmara, obras para coro e para vozes e instrumentos solistas, além de partituras incidentais para teatro e cinema.

Recebeu, entre outros, o Prêmio Música Viva, o Prêmio Internacional da Paz, o primeiro lugar no Concurso Nacional de Composição do Ministério da Educação, foi agraciado com a Medalha de Honra do Cinquentenário do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e a Medalha Anita Garibaldi de Santa Catarina.

Foi presidente da Academia Brasileira de Música e um dos compositores homenageados do II FMCB (Festival de Música Contemporânea Brasileira).

Destaca-se também por ter sido idealizador do Festival de Música da Guanabara em 1969, hoje conhecido como as Bienais de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro.

Saiba mais sobre o compositor em: www.pt.wikipedia.org/wiki/Edino_Krieger

 

VILLANI TAMBÉM É HOMENAGEADO

A segunda edição do Festival MCB Edino Krieger homenageia também o pianista, maestro, arranjador e compositor brasileiro Edmundo Villani-Côrtes. Com um estilo musical todo próprio, misturando elementos da música clássica universal ao da música popular urbana, Villani-Côrtes faz questão de chamar sua arte de “simples e despretensiosa”. Curiosamente, talvez tenha sido esta despretensão que, por fim, faz de Villani-Côrtes um dos compositores brasileiros vivos mais tocados da atualidade.

 

FOMENTO A NOVOS COMPOSITORES

Tendo como inspiração as Bienais de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro, idealizadas por Edino Krieger, o Festival realizado em sua homenagem conta também com um Concurso de Composições, sendo um dos únicos eventos no Sul do Brasil que incentiva a criação entre novos compositores, contribuindo para a renovação da música contemporânea nacional.

O homenageado, Edino Krieger, ressalta que o concurso abrange toda a música contemporânea brasileira que, segundo seu entendimento, vai além do estilo vanguardista e experimental europeu. “Quando eu organizei as Bienais [de Música Contemporânea], nós, compositores, discutimos que essas bienais seriam um espaço para todos. Até porque a música contemporânea brasileira retrata o Brasil, que é conhecido por sua diversidade cultural”. O compositor enfatiza a pluralidade de elementos da cultura nacional e da música contemporânea.

Em 2018, o concurso alcançou 29 universidades, recebendo 108 composições, das quais 09 foram selecionadas e serão executadas para o público no dia 28 de setembro no Teatro Álvaro de Carvalho em um espetáculo gratuito.

 

PARTICIPAÇÃO DA CAMERATA DE FLORIANÓPOLIS & CONVIDADOS

Um dos pontos altos do II MCB será a participação da Camerata de Florianópolis, que é atualmente um dos símbolos da democratização da música clássica no estado de Santa Catarina e na ocasião interpretará obras de Edino Krieger e Edmundo Villani-Côrtes. O espetáculo tem entrada franca e data marcada para a noite de sábado no Teatro Ademir Rosa – CIC.

 

ENCONTRO DE GERAÇÕES & POLYPHONIA KHOROS

O espetáculo de encerramento do II MCB reunirá músicos de diversas gerações da família Krieger (Edu, Fabiano e Nina Krieger) e também outros nomes da música brasileira contemporânea como Marcelo Caldi, Dudu Oliveira, Luis Barcellos, e ainda o Octeto Vocal do Polyphonia Khoros. O espetáculo gratuito acontecerá no palco do Teatro Álvaro de Carvalho, no dia 30 de setembro, às 20h.

 

PARCERIA COM A UNIVERSIDADE

Com o objetivo de fomentar o diálogo sobre a música contemporânea brasileira na educação, assim como a construção coletiva de um olhar crítico sobre a temática, dois eventos do II MCB terão como sede a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC): um mesa-redonda sobre a Música Contemporânea no Ensino Musical com a presença de Cristina Gerling, Iracele Livero e Maurício Zamith; e um recital palestra com Prelúdios e Interlúdios do compositor Edmundo Villani-Côrtes, conduzido por Luciana Hamond.   

 

CONTRAPARTIDA SOCIAL - MÚSICA PARA QUEM PRECISA

Levar a música para crianças hospitalizadas e familiares é um dos objetivos do Festival de Música Contemporânea Edino Krieger e, para cumprir este objetivo, uma das atividades que marcarão a segunda edição do Festival será a realização de uma Mostra Musical Beneficente no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em parceria com o Programa de Extensão “Música para quem precisa”, da UDESC, sob a coordenação do professor Leonardo Piermatiri.

 

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

O projeto contará com uma produção audiovisual cinematográfica. Os vídeos captados durante os concertos serão catalogados e disponibilizados gratuitamente, servindo como acervo e documentação da cultura contemporânea imaterial.

 

PRODUÇÃO CULTURAL - GRUPO SINTONIZE

A produção do II MCB é realizada pelo Grupo Sintonize, que desde desde 2014 trabalha com Festivais culturais que visam promover uma visão global de artistas brasileiros vivos, apresentando atividades que unem pesquisa à performance por meio de eventos gratuitos e abertos a toda a comunidade. O Grupo Sintonize é também responsável pelo Festival de Música Contemporânea que acontece anualmente em Campinas, SP (www.fmcb.com.br) e que em sua quinta edição, realizada em março de 2018, alcançou cerca de 5.000 pessoas diretamente durante os cinco dias de Festival e uma estimativa de 31.000 via redes sociais. Em cinco anos de execução já homenageou os principais nomes da música brasileira como Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti e já reuniu participantes de vários estados brasileiros, incluindo BA, DF, GO, PA, PR, MA, MT, MG, PB, RN, RJ, RS, SC e SP no Brasil, e participantes da Alemanha, Suíça, Coréia da Sul e Estados Unidos.

 


 

PROGRAMAÇÃO

 

26 de setembro (quarta-feira)

Abertura do II Festival MCB com presença de Edino Krieger - Instituto Aldo Krieger (Brusque) às 20 horas

 

27 de setembro (quinta-feira)

Intervenção musical - Contrapartida social - Hospital Infantil Joana de Gusmão às 10 horas

Leonardo Piermatiri e Projeto Música para quem precisa

Mesa-redonda:

"A Música Contemporânea no ensino musical” - Auditório do Departamento de Música - UDESC às 14 horas
Cristina Gerling, Iracele Livero e Maurício Zamith  

Recital-palestra:
“Prelúdios e Interlúdios de Edmundo Villani-Côrtes” - Auditório do Departamento de Música - UDESC às 16 horas

Luciana Hamond

 

28 de setembro (sexta-feira)

Concerto Concurso de Composições - Teatro Álvaro de Carvalho às 20 horas

Apresentação de obras inéditas vencedoras do concurso de composições

 

29 de setembro (sábado)

Concerto com Camerata Florianópolis - Teatro Ademir Rosa – CIC  às 20 horas

Obras de Edino Krieger e Edmundo Villani-Côrtes

Maestro Jeferson Della Rocca

 

30 de setembro (domingo)

Show de encerramento: Encontro de Gerações - Teatro Álvaro de Carvalho às 19 horas

Apresentação de obras de Aldo, Edino e Edu Krieger

 

Edu Krieger – Voz e violão de 7 cordas

Fabiano Krieger – Guitarra

Fabiano Salek – Bateria e percussão

Marcelo Caldi – Acordeon e piano

Dudu Oliveira – Flauta e cavaquinho

Luis Barcellos – Bandolim e cavaquinho

Octeto Vocal Polyphonia Khoros

 

CLIQUE AQUI PARA RETIRAR SEU(S) INGRESSO(S) PELO SYMPLA


 

Fique por dentro de tudo que irá acontecer através das páginas do evento.
Site oficial: www.mcbsc.com.br
Página no Facebook: facebook.com/MCBedinokrieger
Instagram: @mcbsc
E-mail: contato@mcbsc.com.br